Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb

Doenças e Prevenção

Varizes - Tratamento

Profa. Dra. Merisa Garrido

IntroduçãoDescriçãoDiagnósticoTratamentoBibliografia
De que modo devem ser tratadas as varizes?
Em que consiste o tratamento operatório?
Como saber da eficiência do tratamento?
Quais os riscos que corre um paciente em uma operação de varizes?
E o que são linfáticos?
Quando não for possível o tratamento cirúrgico, como se procede?
Em que consiste o tratamento clínico?
Como evitar a doença varicosa?
Qual o valor da dieta, dos exercícios e das modificações de outros hábitos de vida?
Que outros conselhos devem ser dados aos pacientes portadores de varizes?

De que modo devem ser tratadas as varizes?

O tratamento das varizes é operatório. Fica claro que não se incluem aqui as telangiectasias que são consideradas outra modalidade da doença venosa crônica. O tratamento clínico é reservado às pessoas que não têm condição física para se submeter ao tratamento cirúrgico, ou às gestantes.

Atualmente as contra-indicações ao tratamento operatório são poucas devido ao aperfeiçoamento das técnicas e à simplificação dos procedimentos. Deste modo, também o retorno ao trabalho não demanda muito tempo, sobretudo se for utilizada anestesia local. Tudo depende da extensão do processo varicoso e muitas vezes é possível operar ambas as pernas no mesmo ato cirúrgico.

[sobe]

Em que consiste o tratamento operatório?

Consiste na interrupção dos pontos de refluxo do sangue e que comumente se situam na virilha, na curva do joelho, ou em vários outros locais da perna ou da coxa, isto é, nos pontos de desembocadura das veias superficiais nas profundas, ou aonde existam veias comunicando o sistema superficial com o profundo e cujas válvulas estejam defeituosas.

A extração das veias varicosas é feita através de pequenos cortes, utilizando-se agulha de "crochet" para "pescar" as veias de modo a obter-se excelentes cicatrizes, indeléveis e que, não raro, desaparecem por completo.

A preocupação que deve ter o cirurgião é a de preservar as safenas, pela importância que estas têm para operações do coração ou de salvação de membros. Somente se procede à sua retirada nos casos em que estas veias estejam muito comprometidas, com dilatações volumosas e irreversíveis, quando não se prestam a uma futura utilização.

Dias após, o tratamento cirúrgico pode ser complementado com escleroterapia, se houver concomitância de telangiectasias.

[sobe]

Como saber da eficiência do tratamento?

Do mesmo modo que o paciente é capaz de saber-se portador de varizes, ele também pode avaliar o seu tratamento. Como não existe ainda uma terapêutica dirigida à causa, porque esta, até então, permanece no terreno das hipóteses, o tratamento elimina as varizes que existem no momento, mas não impede o aparecimento de novas. Retarda-se a evolução do processo varicoso de maneira significativa, restitui-se a tão desejada beleza das pernas, mas não se consegue a cura definitiva. O paciente deve retornar periodicamente a seu médico para reavaliação anual, ou sempre que se fizer necessário.

[sobe]

Quais os riscos que corre um paciente em uma operação de varizes?

O risco é praticamente zero quando o operador é um especialista. A anestesia pode ser local e somente no caso de varizes muito volumosas e extensas usa-se a peridural. Discretos distúrbios transitórios de sensibilidade, limitados a pequena área da parte inferior da perna, constituem complicação raríssima e decorrente da retirada da safena na perna, procedimento este de exceção pelas razões acima expostas. A infecção é eventualidade ainda mais rara, pois a temida infecção hospitalar não ocorre, porquanto o paciente tem alta logo após a operação, ou no dia subseqüente.

As cicatrizes são praticamente imperceptíveis, a menos que o paciente tenha propensão a queloides (cicatrizes exuberantes, como cordões fibrosos). Alguma demora na cicatrização pode ocorrer, também de modo raro, quando involuntariamente são lesados os linfáticos.

[sobe]

E o que são linfáticos?

São estruturas que correm paralelamente às veias e servem para o transporte da linfa - substância contendo leucócitos (glóbulos brancos do sangue), elementos de maior tamanho que os glóbulos sangüíneos, ou gorduras, terminando sempre em nódulos de dimensões e forma semelhantes a grãos de feijão - os linfonodos. No membro inferior eles estão localizados na virilha. Os linfonodos desempenham papel importante na defesa de nosso organismo e neles se travam batalhas contra as inflamações e as infecções, quando então, aumentam de volume e são percebidos pelo leigo que os conhece pelo nome de ínguas. Em caso de lesão, a linfa pode escorrer pela cicatriz (linforréia) durante alguns dias, para em seguida espontaneamente cessar seu fluxo; outras vezes pode não se exteriorizar e acumular-se no tecido subcutâneo (linfocele), que também involui, de maneira lenta e completa, sem necessidade de medicação.

[sobe]

Quando não for possível o tratamento cirúrgico, como se procede?

São poucas as contra-indicações para o tratamento cirúrgico. Faz-se o tratamento clínico em pessoas portadoras de doenças graves e nas gestantes. Nessas últimas, é prudente aguardar o fim do puerpério e da fase de amamentação para proceder-se a operação. Em muitos casos, as varizes da gravidez desaparecem quase por completo após o parto; outras vezes isso não acontece, mas é sempre aconselhável respeitar o concepto (o bebê no ventre materno). Há também pacientes que, embora não apresentando condições que contra-indiquem a operação, não desejam a ela submeter-se.

[sobe]

Em que consiste o tratamento clínico?

Basicamente no uso de meias elásticas que devem ser renovadas a cada 6 ou 8 meses pois perdem a elasticidade. Alguns medicamentos podem ser receitados pois aliviam o desconforto e a dor, previnem certas complicações, mas não diminuem o tamanho nem a quantidade das veias doentes. Aconselham-se certos cuidados, tanto dietéticos quanto posturais.

[sobe]

Como evitar a doença varicosa?

Apesar dos progressos nas pesquisas sobre engenharia genética, é difícil afirmar que existam meios de evitar uma doença constitucional, mas sem dúvida pode-se aconselhar maneiras de retardar seu aparecimento ou de evitar o desconforto que ocasionam e, principalmente, suas complicações: dieta, cuidados com a postura, e exercícios.

[sobe]

Qual o valor da dieta, dos exercícios e das modificações de outros hábitos de vida?

A dieta é importante objetivando o controle do peso, porquanto a obesidade é um fator de risco.

A permanência longas horas de pé ou sentado induz à estase venosa e, por isto, deve ser evitada. Sempre que possível, interromper as atividades e elevar as pernas; na impossibilidade de fazê-lo usar meias elásticas, receitadas por especialista. Aconselha-se, outrossim, o seu uso em viagens longas.

Os exercícios, sobretudo a natação, a hidroginástica, passeios de bicicleta e as caminhadas são aconselháveis para estimular a ação da musculatura, porém não se recomenda a musculação.

A exposição exagerada ao sol, tanto quanto ao calor intenso é nociva devido à dilatação que produzem nas veias.

Sapatos de saltos excessivamente altos ou os chamados "Anabela" devem ser abandonados, uma vez que impedem a movimentação de dorsiflexão dos pés e tornam impossível o esvaziamento perfeito das veias da sola plantar.

Contra-indicado também é o uso de roupas apertadas em demasia como tudo o mais que dificulte o retorno sangüíneo.

[sobe]

Que outros conselhos devem ser dados aos pacientes portadores de varizes?

Aumentar sua auto-estima, procurar seguir um tratamento adequado para obter melhor aparência e evitar as temíveis complicações que a doença, sem os cuidados médicos, pode desencadear.

Não se deixar seduzir por informações de curas milagrosas, nem por palpites de comadres. As pessoas não são iguais, por isto as doenças se manifestam de maneira diferente em cada uma e o tratamento das varizes é hoje um tratamento personalizado; cada caso é um caso diferente, daí a necessidade de se consultar um especialista.

Em relação às varizes aplica-se bem o ditado francês: "En médecine et en amour ... ni jamais ni tourjours." Em medicina e no amor, nem sempre nem nunca".

[sobe] [topo]

[Introdução] [Descrição] [Diagnóstico] [Tratamento] [Bibliografia]


Enviar a um amigo



[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


Outros artigos
bullet Alzheimer
bullet Aneurismas arteriais periféricos
bullet Aneurisma da Aorta
bullet Anorexia Nervosa
bullet Ansiedade
bullet Artrite Crônica Juvenil
bullet Artrite Reumatóide Juvenil
bullet Aterosclerose
bullet Autismo
bullet Bulimia Nervosa
bullet Catapora
bullet Colesterol Alto
bullet Depressão Infantil
bullet Distúrbios de Ansiedade
bullet Doenças da Coluna
bullet Doença de Parkinson
bullet Doença de Chagas Congenita
bullet Doenças Varicosas
bullet Embolia Arterial Aguda
bullet Epilepsia
bullet Esclerodermia
bullet Esclerose Sistêmica
bullet Espondilite Anquilosante
bullet Fadiga
bullet Fadiga Crônica
bullet Febre Amarela
bullet Febre Reumática
bullet Hepatite A - Vacina
bullet Hiperidrose
bullet Hipertensão Arterial
bullet HTLV-I
bullet Influenza A (H1N1)
bullet Meningite Neonatal
bullet Obesidade
bullet Pé Diabético
bullet Pressão Alta
bullet SAF
bullet Sedentarismo
bullet Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídeo
bullet Síndrome de Hughes
bullet Síndrome de Reiter
bullet Telangiectasias
bullet Transpiração Excessiva
bullet Tromboembolismo Venoso
bullet Trombose Venosa Profunda
bullet Úlceras de Perna
bullet Vacinações
bullet Varicela
bullet Varizes
bullet Vasinhos
bullet Veias Varicosas
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter