Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb

Notícias Fevereiro de  2000

Risco de câncer de mama está ligado à terapia de reposição hormonal
Fonte: Journal of the National Cancer Institute, 02/02/2000

A reposição hormonal aumenta o risco de câncer de mama em mulheres após a menopausa, conforme resultados de um estudo publicado no Journal of The National Cancer Institute. O estudo determinou que embora estrógenos tenham sido, por muito tempo, considerados como fator hormonal de alto risco, a progestina pode ser um fator ainda mais importante.

Ronald K. Ross et al. descobriram que para cada cinco anos de uso do estrógenos, o risco de câncer de mama aumenta em 6%. Mas para cada cinco anos que uma mulher tome estrógenos e progestina, ou seja, terapia combinada (terapia de reposição hormonal padrão atual para aliviar os sintomas da menopausa), o risco de câncer de mama aumenta em 24%. O estudo envolveu 1897 mulheres na pós-menopausa diagnosticadas com a doença. O grupo controle era formado por 1.637 mulheres sem o câncer. Todas deram informações sobre seus históricos de terapia hormonal de longo prazo e sobre o uso de anticoncepcionais por via oral. Descobriu-se que aquelas que fizeram uso da terapia combinada por 10 anos ou mais tinham 50% mais chances de risco de câncer de mama.

Os estrógenos têm sido prescritos para prevenir a osteoporose, além de diminuir marcadamente o risco de doenças cardiovasculares. Mas seu uso aumenta substancialmente o risco de uma mulher apresentar câncer endometrial (também conhecido como uterino), o câncer ginecológico mais comum. Em resposta, cientistas médicos da década de 70 introduziram a terapia combinada de estrógenos e progestina para reduzir o perigo. Existem duas formas de aplicação da terapia combinada: a contínua (toma-se diariamente estrógenos e progestina) e a terapia seqüencial estrógeno e estrógeno mais progestina (parte do mês é consumido apenas estrógeno e no restante, as duas substâncias).

A terapia seqüencial traz maiores riscos para a doença. A terapia contínua parece ser melhor, pois doses menores de progestina são utilizadas. Os efeitos biológicos da substância ainda não são completamente conhecidos. A versão natural da progestina - o hormônio progesterona - prepara o útero para acomodar o óvulo fecundado. Os níveis desta substância no corpo flutuam, atingindo um máximo uma semana antes da menstruação, quando as células da mama se reproduzem em maior intensidade. Qualquer substância que aumente a divisão celular em um órgão, também aumenta a chance das células se tornarem cancerosas. Portanto, menores níveis de progestina levam a menor risco de câncer de mama. Os autores concluíram que os benefícios do estrógeno suplantam seus riscos. Para cada caso de câncer de mama em mulheres com longo uso dos mesmos, mais de 6 mortes por doenças do coração são evitadas.


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


notícias 2000
Jan Fev Mar
Abr Mai Jun
Jul Ago Set
Out Nov Dez

Mais notícias:
1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015

+ notícias
marcador Novos antibióticos devem ser usados com sabedoria
marcador Fumo ligado a intelecto debilitado em idosos
marcador Soja protege o coração sem elevar taxa hormônios
marcador Combatendo doenças cardíacas em minutos
marcador Vitamina D é medicamento promissor contra o câncer
marcador O mel pode ser a cura
marcador Caroteno e vitamina E protegem contra dano do sol para pele
marcador Dieta e exercício têm importante papel na prevenção do câncer
marcador Risco de câncer de mama está ligado à terapia de reposição hormonal
marcador Vitamina E pode ajudar a reduzir declínio cognitivo em idosos
marcador A aspirina pode trazer mais problemas do que benefícios na prevenção de doenças coronárias
marcador Mulheres ainda não têm o costume de tomar vitaminas para prevenir defeitos congênitos em seus bebês
marcador Vitaminas C e E podem proteger contra o declínio mental e algumas demências
marcador Descoberto método inovador de terapia genética para doenças do coração
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter