Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb

Notícias Janeiro de  2004

Ansiedade durante a gravidez afeta o comportamento da criança
Fonte: Society for Research in Child Development, 16/07/2004

A idéia que o estado emocional da mulher durante a gravidez afeta o feto tem persistido há séculos e, nos anos recentes, tem sido apoiado pela ciência. Conhecido como "hipótese da programação fetal", ela teoriza que certos fatores inoportunos ocorridos durante certos períodos sensíveis do desenvolvimento no útero podem "programar set points" em uma variedade de sistemas biológicos da criança. Isso, então, afetaria a habilidade desses sistemas biológicos para mudarem ao longo da vida, resultando em dificuldades de adaptação fisiologicamente e culminando em predisposição a doenças e desordens.

Nós decidimos investigar o impacto de altos níveis de ansiedade durante a gravidez na suscetibilidade das crianças para déficits de atenção, hiperatividade, expressão em ações e ansiedade na infância. Nós também queríamos entender se existem períodos vulneráveis específicos durante a gravidez, nos quais a ansiedade "programa" o sistema biológico da criança, assim aumentando a suscetibilidade do feto para outras desordens.

Nós avaliamos dados coletados de 71 mulheres normais e seus 72 primeiros filhos, durante a gestação, e quando seus filhos estavam com 8 ou 9 anos. As mães completaram questionários para medir seus níveis de ansiedade ao longo da gravidez. Quando a criança estava com 8 ou 9 anos, as mães, as professoras e um observador imparcial completaram questionários que mediam a atenção da criança e hiperatividade, comportamento expressivo e nível de ansiedade. Nossos resultados sugeriram que o período entre 12 e 22 semanas na gravidez é um período particularmente vulnerável; apenas a ansiedade da mãe durante esse período prediz desordens na infância na idade de 8 a 9 anos. O efeito da ansiedade afeta o feto mais que qualquer outro fator, incluindo fumar durante a gestação, baixo peso no nascimento ou ansiedade da mãe quando a criança tem 8 ou 9 anos.

Os resultados fornecem algumas das mais fortes evidências avaliadas atualmente que a ansiedade da mulher durante a gravidez pode programar "set points" no desenvolvimento inicial do cérebro do feto, posteriormente aumentar a suscetibilidade de desordens infantis como o déficit de atenção, hiperatividade, expressão e ansiedade. Claramente, muitas questões sobre exatamente como a programação fetal funciona em humanos, e como o instante do tempo, tipo e duração de distúrbios ambientais são relacionados a desenvolvimento neurocomportamental alterado, ainda não foram resolvidas.

Evidências deste e outros estudos, entretanto, provém um ímpeto para desenvolver programas de prevenção, intervenção e suporte para mulheres grávidas altamente ansiosas. Esses programas poderiam incluir instruções para reduzir o stress, assim como tratamentos para reduzir a ansiedade e reações neuroendócrinas para estresse durante a gravidez, ou até mesmo depois do nascimento. Isso pode não só beneficiar a mãe como também o desenvolvimento da criança.


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


notícias 2004
Jan Fev Mar
Abr Mai Jun
Jul Ago Set
Out Nov Dez

Mais notícias:
1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015

+ notícias
marcador Alguns medicamentos anti-hipertensivos são associados a redução dos riscos de Alzheimer
marcador Hipertensão pulmonar: viagra usado para tratar crianças seriamente doentes
marcador O consumo de chá verde e preto reduz o câncer de próstata
marcador Memória visual tem limites de armazenamento
marcador Antidepressivos não são seguros para crianças
marcador Terapia genética para repor a função de células defeituosas do coração
marcador Exercícios são bons para reverter riscos relacionados com obesidade em crianças
marcador Pesquisa proporciona a primeira evidência sólida que o estudo da música promove desenvolvimento intelectual
marcador Vestir meias de compressão elástica reduz complicações após coágulos de sangue na perna
marcador Uso de antibióticos possivelmente ligado com o risco crescente de câncer de mama
marcador Óleo de fígado de bacalhau pode retardar o aparecimento de osteoartrites
marcador Vitaminas pouco auxiliam na prevenção de recorrência de derrame
marcador Probióticos são benéficos inclusive quando inativos
marcador Disfunção erétil: perda de peso e prática de exercícios podem melhorar condição
marcador Medir a pressão sangüínea em casa melhora o controle
marcador Prática de exercícios é mais crítica do que o cálcio para os ossos de adolescentes
marcador Terapias hormonais podem oferecer benefícios às mulheres na pós-menopausa
marcador "E-pacientes" são recursos valiosos para a saúde
marcador Colesterol: casca de frutas cítricas ajudam a reduzí-lo
marcador Componente do chá verde ajuda a matar células leucêmicas
marcador Vitamina E está associada com o baixo risco de câncer de próstata
marcador Ingerir mais alimentos ricos em soja poderia diminuir a expansão do câncer de mama.
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter